ban or ban sc ban br

Na noite da última quinta-feira (07/09) ocorreu no auditório do Centro Administrativo em união com o Departamento de Cultura, o lançamento do livro, Ômega, elaborado pelos membros da Academia Orleanense de Letras - ACOL.
 
O evento contou com a presença da Presidente da academia, Luíza Liene Bressan, dos escritores, Nilce Bertoncini, Luiz Carminati, Valdemar Muraro Mazurana, Maicon Estevão, Sueli Mazzuco Mazuara, do prefeito, Jorge Koch, do Coral do CAPS, músicos e autoridades municipais.
 
Na oportunidade os acadêmicos destacaram as 26 obras publicadas durante os 36 anos de existência da ACOL. Ressalta-se que o livro Ômega, é a vigésima sexta publicação realizada pela academia.
 
No último dia da Semana Cultural em alusão aos 104 anos de Orleans, os membros prestaram suas homenagens aos colaboradores intitulados como "Amigos da ACOL" a senhora, Lígia Dorigon Galvani, e o músico, Patrício Alberton, os quais receberam das mãos da Presidente um certificado de Honra ao Mérito.
 
O cerimonial foi agraciado pelas canções dos irmãos orleanenses, Alexey Mazzucco de Melo e Harlley Mazzuco de Melo, músicos que na época de infância cantaram o hino da ACOL e contribuíram em diversos ações promovidas pela mesma.
 
O escultor das obras sacras, José Fernandes, também foi lembrado. O público fez um minuto de silêncio em respeito ao autor que faleceu dias atrás deixando um legado memorável a cidade das Colinas.
 
Cabe informar que a Academia Orleanense de Letras foi criada no dia 7 de setembro de 1981. Ela é a segunda academia de letras mais antiga de Santa Catarina, sendo esta uma das ações culturais idealizadas pelo Padre João Leonir Dall’Alba, em conjunto com o saudoso, João Valério Bussolo, o Chico Pedra.
 
O lançamento do livro, Ômega, foi a última atração das festividades em comemoração ao aniversário de Orleans que possibilitou aos prestigiantes uma singela confraternização para findar a Semana Cultural.
Na noite da última quinta-feira (07/09) ocorreu no auditório do Centro Administrativo em união com o Departamento de Cultura, o lançamento do livro, Ômega, elaborado pelos membros da Academia Orleanense de Letras - ACOL.
 
O evento contou com a presença da Presidente da academia, Luíza Liene Bressan, dos escritores, Nilce Bertoncini, Luiz Carminati, Valdemar Muraro Mazurana, Maicon Estevão, Sueli Mazzuco Mazuara, do prefeito, Jorge Koch, do Coral do CAPS, músicos e autoridades municipais.
 
Na oportunidade os acadêmicos destacaram as 26 obras publicadas durante os 36 anos de existência da ACOL. Ressalta-se que o livro Ômega, é a vigésima sexta publicação realizada pela academia.
 
No último dia da Semana Cultural em alusão aos 104 anos de Orleans, os membros prestaram suas homenagens aos colaboradores intitulados como "Amigos da ACOL" a senhora, Lígia Dorigon Galvani, e o músico, Patrício Alberton, os quais receberam das mãos da Presidente um certificado de Honra ao Mérito.
 
O cerimonial foi agraciado pelas canções dos irmãos orleanenses, Alexey Mazzucco de Melo e Harlley Mazzuco de Melo, músicos que na época de infância cantaram o hino da ACOL e contribuíram em diversos ações promovidas pela mesma.
 
O escultor das obras sacras, José Fernandes, também foi lembrado. O público fez um minuto de silêncio em respeito ao autor que faleceu dias atrás deixando um legado memorável a cidade das Colinas.
 
Cabe informar que a Academia Orleanense de Letras foi criada no dia 7 de setembro de 1981. Ela é a segunda academia de letras mais antiga de Santa Catarina, sendo esta uma das ações culturais idealizadas pelo Padre João Leonir Dall’Alba, em conjunto com o saudoso, João Valério Bussolo, o Chico Pedra.
 
O lançamento do livro, Ômega, foi a última atração das festividades em comemoração ao aniversário de Orleans que possibilitou aos prestigiantes uma singela confraternização para findar a Semana Cultural.