ban or ban sc ban br

A saúde ultrapassa 5.000 atendimentos médicos mensais. Novos médicos começam atuar na próxima semana

A saída repentina e sem aviso prévio de quatro médicos que atendiam nos postos da Estratégia da Saúde da Família (ESFs), tem causado alguns transtornos neste início da semana, na gestão da saúde da Administração Municipal de Orleans. Para não deixar a população desassistida e nenhum posto de saúde sem atendimento médico, os profissionais que permanecem atendendo no município estão sendo remanejados, e as pessoas que necessitam de atendimento médico encaminhadas para outras unidades de saúde e a contratação de novos médicos está sendo agilizada.

A alternativa encontrada pela equipe de saúde até nova contratação, será feita de forma emergencial, a partir desta quinta-feira. “O município de Orleans é um dos que tem o salário mais altos da região para os médicos. Depois de estarem estabilizados aqui passam num concurso para residência e seguem suas vidas rumando para centros maiores para fazer Residência médica. Essa semana estamos empenhados contratando outros profissionais”, explica a secretária de Saúde, Luana Debiasi.

Como existe um concurso público para médicos em andamento desde 2017, há previsão de contratação de dois médicos que passam a atender a partir de 11 e 18 de março. A Administração Municipal fará novamente uma contratação em caráter emergencial a partir desta quinta feira 28 e em seguida lançando um novo concurso público para preencher as vagas.

“As contratações devem ocorrer aos poucos, iniciando na próxima semana”, adianta Luana, ressaltando que as coisas devem ir se normalizando, com as Unidades de Saúde permanecendo com atendimento de médico em tempo integral. “Contamos com a compreensão da comunidade, que apesar de ter horários mais limitados para as consultas, não ficará sem o atendimento médico”, destaca a secretária. Ela ressalta que as demais atividades na saúde não estão afetadas.

 

Atendimentos na saúde de janeiro a novembro de 2018 - Principais atividades desenvolvidas na saúde de Orleans

  • Consultas médicas agendadas e realizadas nas unidades de saúde: 19.598
  • Consultas médicas por demanda espontâneas realizadas: 38.052
  • Usuários que agendaram e não compareceram a consulta médica: 654
  • Consultas e procedimentos odontológicos: 29.228
  • Teste Rápido (HIV, sífilis e hepatites): 2.465
  • Procedimentos de enfermagem realizados nas unidades de saúde: 76.630
  • Procedimentos e Pequenas Cirurgias realizados nas unidade de saúde: 2.878
  • Visitas domiciliares por equipe multiprofissional: 522
  • Visitas domiciliares Agentes Comunitárias de Saúde: 98.986
  • Atendimentos individuais realizados por profissionais do NASF: 1.315
  • Atendimentos em grupo realizados pelo NASF: 425
  • Vacinas aplicadas (crianças e adultos): 13.617
  • Atendimentos na Farmácia Central: 23.075
  • Exames Laboratoriais: 10.697
  • Consultas em especialistas e exames de imagem: 11.644
  • Translado para tratamento fora do município: 14.080
  • Atendimentos no Pronto Socorro da Fundação Hospitalar Santa Otília: 23.176
  • Sessões de fisioterapia: 2.500
  • Atendimentos da Vigilância Epidemiológica: 1.797
  • Ações da Vigilância Sanitária (vistorias, coletas de materiais, autuações): 1.809
  • Atendimentos Psicológicos: 3.564

A saúde ultrapassa 5.000 atendimentos médicos mensais. Novos médicos começam atuar na próxima semana

A saída repentina e sem aviso prévio de quatro médicos que atendiam nos postos da Estratégia da Saúde da Família (ESFs), tem causado alguns transtornos neste início da semana, na gestão da saúde da Administração Municipal de Orleans. Para não deixar a população desassistida e nenhum posto de saúde sem atendimento médico, os profissionais que permanecem atendendo no município estão sendo remanejados, e as pessoas que necessitam de atendimento médico encaminhadas para outras unidades de saúde e a contratação de novos médicos está sendo agilizada.

A alternativa encontrada pela equipe de saúde até nova contratação, será feita de forma emergencial, a partir desta quinta-feira. “O município de Orleans é um dos que tem o salário mais altos da região para os médicos. Depois de estarem estabilizados aqui passam num concurso para residência e seguem suas vidas rumando para centros maiores para fazer Residência médica. Essa semana estamos empenhados contratando outros profissionais”, explica a secretária de Saúde, Luana Debiasi.

Como existe um concurso público para médicos em andamento desde 2017, há previsão de contratação de dois médicos que passam a atender a partir de 11 e 18 de março. A Administração Municipal fará novamente uma contratação em caráter emergencial a partir desta quinta feira 28 e em seguida lançando um novo concurso público para preencher as vagas.

“As contratações devem ocorrer aos poucos, iniciando na próxima semana”, adianta Luana, ressaltando que as coisas devem ir se normalizando, com as Unidades de Saúde permanecendo com atendimento de médico em tempo integral. “Contamos com a compreensão da comunidade, que apesar de ter horários mais limitados para as consultas, não ficará sem o atendimento médico”, destaca a secretária. Ela ressalta que as demais atividades na saúde não estão afetadas.

 

Atendimentos na saúde de janeiro a novembro de 2018 - Principais atividades desenvolvidas na saúde de Orleans

  • Consultas médicas agendadas e realizadas nas unidades de saúde: 19.598
  • Consultas médicas por demanda espontâneas realizadas: 38.052
  • Usuários que agendaram e não compareceram a consulta médica: 654
  • Consultas e procedimentos odontológicos: 29.228
  • Teste Rápido (HIV, sífilis e hepatites): 2.465
  • Procedimentos de enfermagem realizados nas unidades de saúde: 76.630
  • Procedimentos e Pequenas Cirurgias realizados nas unidade de saúde: 2.878
  • Visitas domiciliares por equipe multiprofissional: 522
  • Visitas domiciliares Agentes Comunitárias de Saúde: 98.986
  • Atendimentos individuais realizados por profissionais do NASF: 1.315
  • Atendimentos em grupo realizados pelo NASF: 425
  • Vacinas aplicadas (crianças e adultos): 13.617
  • Atendimentos na Farmácia Central: 23.075
  • Exames Laboratoriais: 10.697
  • Consultas em especialistas e exames de imagem: 11.644
  • Translado para tratamento fora do município: 14.080
  • Atendimentos no Pronto Socorro da Fundação Hospitalar Santa Otília: 23.176
  • Sessões de fisioterapia: 2.500
  • Atendimentos da Vigilância Epidemiológica: 1.797
  • Ações da Vigilância Sanitária (vistorias, coletas de materiais, autuações): 1.809
  • Atendimentos Psicológicos: 3.564