ban or ban sc ban br

Saúde

A Prefeitura de Orleans através da Secretaria Municipal de Saúde, com intuito de disponibilizar um melhor atendimento à população comunica mudanças em relação ao atendimento Médico das Unidades de Saúde:

- Unidade Santo Antonio, continuará realizando o atendimento médico e também atenderá a demanda que pertence a Unidade Santa Luzia;

- A partir do dia 14/02 (quarta-feira) a 28/02 (quarta-feira) os atendimentos médicos da Unidade Pe. Santos serão realizados na Unidade São Roque. O atendimento na Unidade Pe. Santos normalizará a partir do dia 01/03 (quinta-feira);

- A unidade São Francisco realizará atendimento médico nos dias 14,15 e 16/02 atendendo também a demanda da Unidade São Donato. Lembrando que a partir do dia, 19/02 m(segunda-feira) a Unidade São Donato atenderá a demanda da unidade São Francisco;

- A unidade Nossa Senhora Aparecida de Pindotiba continuará realizando o atendimento médico até o dia, 21/02 (quarta-feira). À partir do dia, 22/02, os pacientes desta unidade que precisarem de atendimento médico serão encaminhados para a ESF São José.

"Pedimos a compreensão da população, que observe os dias e locais de atendimentos nos períodos mencionados, para evitar maiores burocracias e desta forma, possamos juntos, dar continuidade aos trabalhos ligados a saúde de maneira pacifica e organizada", frisa Luana, Secretária de Saúde

Última modificação em Sexta, 09 Fevereiro 2018 14:39

A Administração de Orleans entregou à comunidade de Corridas, na noite da última sexta-feira (22/12) a unidade de saúde São Francisco de Assis totalmente concluída. Em um cerimonial especial, com a participação dos profissionais da ESF, lideranças da comunidade, secretários, do presidente da Câmara de Vereadores o prefeito, Jorge Koch e vice, Mario Coan, juntamente com a secretária da Saúde, Luana Debiasi descerraram a placa inaugural. 

Nas novas instalações edificada pela empresa vencedora do processo licitatório, Abasi Construções LTDA – EPP, que está localizada em novo endereço na rua, Mariano Cataneo, próximo o Centro de Educação Infantil

Mundo encantado (apenas referência) totalizam o município em parceria com a União, investiu R$ 435.689,55 e recurso próprios o valor de R$ 32.110, 21, totalizando R$ 467.799,76, transformando o ambiente que era de apenas 99 m² para 287,61 m². 

Para o prefeito, Jorge Koch, os recursos aplicados na estrutura física têm a finalidade de melhorar o atendimento às pessoas e possibilitar boas condições de trabalho. “Temos conhecimento da necessidade das famílias que utilizam esta unidade. Por esta razão, planejamos para que esta obra fosse findada e que esteja nos próximos dias esteja disponível para a população”, enfatizou o gestor municipal. 

A nova estrutura da unidade São Francisco de Assis possui salas para vacina, recepção, esterilização, observação e consultórios de enfermagem, além do ambiente odontológico e médico.
Imagens: Imprensa News Sul.

Última modificação em Domingo, 24 Dezembro 2017 10:18

O Centro de Atenção Psicossocial - Caps de Orleans, realizou na tarde da última quarta-feira (20/12), a confraternização de Natal, e de encerramento das atividades terapêuticas dos pacientes da unidade.

Conforme explica a coordenadora, Gilesi Debiasi Ceolin Bagio, o objetivo da confraternização é findar as ações de 2017, e oportunizar aos pacientes um momento de interação diferente daquele que eles estão habituados. "É preciso disponibilizar aos pacientes oportunidades de lazer e de diálogo. O Natal sem dúvida é a época ideal para a realização de integrações saudáveis e de descontração", disse Gilesi.

A festa de encerramento ocorreu no Centro de Vivência Emília Debiasi Pinter, e contou com a apresentação do grupo "Música, Alegria e Terapia", composto por usuários do Caps, conduzido pela voluntária, Nilce Bertoncini.

Destaca-se que atualmente o grupo musical conta com a participação de oito pacientes, que fazem parte da terapia por meio da música, que acontece todas as quintas-feiras à tarde que segundo a coordenadora, o projeto da terapia através da música surgiu há sete meses e vem obtendo resultados significativos. 

A Assistente Social que atua no Caps, Camila Bussulo, comentou que outra finalidade da unidade é acolher os pacientes e oferecer aos mesmos um ambiente sadio e familiar. “Muitos pacientes lamentavelmente não tem os parentes para passar o Natal, o Caps para estes é a sua família. Os atendemos com muita atenção, pois aqui eles são muito bem recebidos", complementou Bussulo.

Durante os festejos o "Bom Velhinho" se fez presente para abraçar e comemorar o fim das ações com os pacientes. Na ocasião ele entregou a cada um uma singela lembrança de Natal. 

Cabe informar que o cronograma de atividades terapêuticas retornarão no começo do mês de fevereiro, porém o atendimento psicológico e médico continuará em exercício conforme a agenda.

Blitz da prevenção, esse foi o nome intitulado pela equipe que realizou a campanha "Dezembro Vermelho", mês dedicado a prevenção ao Vírus da Imunodeficiência Humana - HIV. A Blitz foi realizada pela equipe da secretaria da Saúde e Unibave, onde foi realizado entrega de folders e preservativos dos sexos feminino e masculino. Na oportunidade os profissionais também transmitiram orientações sobre a testagem em locais públicos do município de Orleans.

De acordo com a Secretária da Saúde a proposta da campanha é atingir o público em geral especialmente os jovens. Segundo ela, a equipe organizadora visitou casas noturnas, barezinhos, lanchonetes, universidade com o intuito de debater com eles o assunto e sobretudo, conscientiza-los sobre a importância da prevenção.

"Partindo do princípio de que os jovens trabalham o dia todo, por isso encontram dificuldades para procurar os serviços de saúde. Além disso a crescente demanda de jovens com Infecções Sexualmente Transmissíveis – IST e HIV, é expressiva, então, a finalidade da campanha deste ano é quebrar barreiras e sair de nossa zona de conforto procurando o jovem onde ele costuma frequentar", sinalizou Luana.

Os locais que receberam a Blitz foram a Lohn Bier, Empório Pub, Big Jack e Vieira Bier. Alana Stols Cruzeta, uma das organizadoras, descreve que muitas das pessoas que foram abordadas em tais ambientes avaliaram a ideia inovadora e aderiram bem ao recebimento do preservativo. No entanto, a mesma afirma que há uma restrição muito grande por parte do público principalmente das mulheres.

"Durante a blitz foi possível constatar que a população tem vergonha de falar sobre sexo. As pessoas precisam ter noção da utilidade do preservativo e da realização do teste", pontuou.

O grupo confeccionou placas alusivas e fantasias de preservativo com a frase: vista-se, como forma de enfatizar a campanha.

Última modificação em Quarta, 20 Dezembro 2017 10:38