ban or ban sc ban br

Cultura

Ministério do Turismo reconhece potencial Turístico de Orleans

Ministério do Turismo reconhece potencial Turístico de Orleans

Município está no Mapa do Turismo Brasileiro em categoria que reconhece o fluxo local de turistas e empregos formais no setor

Celebrando 106 anos de emancipação política e administrativa, o município de Orleans tem algo a mais para comemorar. É que o Ministério do Turismo elaborou nova versão do Mapa do Turismo Brasileiro e ratificou Orleans como rota turística. Após o município obter êxito nas novas recomendações e compromissos firmados estabelecidos pelo Ministério, a cidade figura entre os municípios organizados na categoria D. Entre as obrigações está na participação em instância de governança e em Conselho Municipal de Turismo (Contur).

A Administração Municipal tem trabalhado para desenvolver o turismo na cidade e para o Prefeito Jorge Koch, Orleans além de pontos turísticos que já trazem milhares de turistas anualmente para a cidade, aqui tem muita beleza natural. “Precisamos fomentar empresários para o investimento em nossa. O Turismo está começando a receber a importância devida”, conversou o chefe do executivo.

A categoria da qual Orleans está inserida reconhece que há fluxo local de turistas e empregos formais gerados neste setor. A ideia é que, conhecidas as características de cada grupo de municípios, torna-se mais fácil o órgão federal proporcionar apoios adequados a cada um deles. Com isso, os municípios podem trabalhar na busca por investimentos em melhorias de infraestrutura, por exemplo, e diversas ações que possam atender às demandas e vocação turística.

Orleans está concentrado na rota catarinense “Encantos do Sul”. Oferece atrativos únicos que tornam a cidade única no Brasil.
Museu ao ar livre

O Museu ao Ar Livre de Orleans, constitui hoje um referencial da cultura orleanense e recentemente reconhecido pelo Ministério da Cultura como Patrimônio Cultural do Brasil, pela importância de seu acervo que expõe para o vistante a indústria, e o ‘modo de vida’ da colonização. Idealizado em 1974 pelo Pe. João Leonir Dall´Alba, por ocasião da catastrófica enchente de 23 de março daquele ano. A destruição causada pela enchente, inviabilizou a maior parte das indústrias rurais que ainda funcionavam, movidas a força hidráulica e animal. A reconstrução daquelas unidades, engenhos, atafonas e serrarias, ocorreria com base em recursos de um outro estágio tecnológico – a energia elétrica. Pouco sobraria, como na verdade ocorreu, daquelas unidades tradicionais movidas a boi ou por rodas d´agua alimentadas pelos açudes. Havia necessidade de uma ação imediata e de certa envergadura. O que realmente aconteceu: foi inaugurado a 30 de agosto de 1980. Acham-se instaladas no Museu as seguintes unidades: salão comunitário, capela, engenho de farinha de mandioca, estrebaria, casa do colono, cantina de vinho, galpão dos meios de transporte, engenho de açúcar, alambique, olaria, serraria, marcenaria, oficinas artesanais, atafona para moagem de milho, descascador de arroz, moagem de cereais, ferraria, monjolo simples e monjolo de quatro pilões. Os engenhos são movidos por rodas d´agua alimentadas por um belo açude e por tração animal. No processo de construção do museu esteve sempre presente a preocupação de respeitar as técnicas construtivas tradicionais. A distribuição das unidades foi feita de modo a permitir uma visitação proveitosa e uma boa visualização do conjunto. Nem tudo foi doado, como nem tudo foi comprado, a verdade é que a soma dos esforços, a captação de recursos e o enorme volume de peças conseguidas por doação permitiram a concretização deste empreendimento que é ainda hoje único na América Latina e um dos raros existentes no mundo. A compra de engenhos se fez necessária porque o objetivo era, acima de tudo, instalar no museu unidades que funcionassem, como de fato vem ocorrendo até os nossos dias com ligeiros reparos. Foram plantadas espécies já ameaçadas de extinção que fazem parte de nossa flora. Arvores frutíferas e bastante flores são facilmente encontradas na área, nas respectivas épocas de produção.

 

Esculturas do Paredão

Também tem a mão do Pe. João Leonir Dall´Alba a concretização das esculturas feitas no paredão de passagem da estrada de ferro margeando o Rio Tubarão, no centro da cidade. Foram conseguidos recursos de áreas governamentais para pagamento dos trabalhos profissionais ali executados. O planejamento das esculturas ficou por conta do escultor orleanense José Fernandes, o “Zé Diabo”. Foram gravados naquela encosta belíssimos painéis representativos de passagens bíblicas. Trata-se de um conjunto de muita beleza e arte com visitação permanente de bom número de viajantes, estudantes e turistas. É alvo também de excelentes reportagens nos jornais, revistas e televisão. Trata-se de uma interessante obra que projeta Orleans no cenário cultural, turístico nacional e sul-americano.

Saiba mais

O Mapa é o instrumento instituído no âmbito do Programa de Regionalização do Turismo que orienta a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento das políticas públicas. É o Mapa do Turismo Brasileiro que define a área – o recorte territorial – que deve ser trabalhada prioritariamente pelo Ministério. Ele é atualizado bienalmente, e sua última versão, de 2019, conta com 2.694 municípios, divididos em 333 regiões turísticas. Os municípios que o compõem foram indicados pelos órgãos estaduais de turismo em conjunto com as instâncias de governança regional, a partir de critérios construídos em conjunto com Ministério do Turismo.

Eventos da prefeitura querem consolidar Orleans na rota cervejeira do Estado

Eventos da prefeitura querem consolidar Orleans na rota cervejeira do Estado

Exposição na Assembleia Legislativa e 3ª edição do Festival da Cerveja Artesanal integra programação da Semana Cultural a partir do dia 20

O mercado de cervejas artesanais no Brasil tem obtido números surpreendentes nos últimos anos. Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apontam a existência de mil fábricas no país. Somente neste ano de 2019, foram 111 novas cervejarias do segmento autorizadas em 150 dias, média de 22 ao mês. O crescimento é evidente ao comparar com o ano de 2009, quando havia 255 indústrias ativas. Em 10 anos, este número é de quase quatro vezes mais.

Acompanhando esta tendência está o município de Orleans. Ao todo, estão instaladas 121 cervejeiros artesanais que fabricam a sua própria cerveja, duas marcas consolidadas no mercado, e mais dois cervejeiros ciganos (quando os profissionais levam as próprias receitas para produzir em outras cervejarias). De olho nestes números expressivos, o objetivo é consolidar o município na rota estadual de produção cervejeira com a realização do III Festival da Cerveja Artesanal.

O Departamento de Cultura está lançando a festa Cultural e apresentando o Memorial Orleans na terça-feira 20, às 17:00 hs, no Hall de entrada da Assembleia Legislativa, em Florianópolis. Terá degustação de cervejas artesanais, mostra de produtos coloniais, e apresentação da programação que e integra o 106º aniversário de emancipação política e administrativa do município. As atividades acontecem no Hall de entrada do Palácio Barriga Verde.

A mostra ocorre junto com o festival gastronômico local e integra a programação da Semana Cultural de Orleans, marcada para iniciar no dia 30 deste mês, no parque da festa que vai ser montado entre a rodoviária e as Esculturas do Paredão. A entrada do parque será franca. No evento, várias marcas orleanenses terão a oportunidade de expor e comercializar seus produtos, fechar negócios e auxiliar no fomento à economia do município, gerando mais renda e qualidade de vida ao orleanense.

Para o prefeito Jorge Koch, os cervejeiros colocam Orleans na vitrine, multiplicando as oportunidades para o turismo de eventos. “A cerveja artesanal atrai mais turistas de diversas origens e traz gente para a cidade visitar nossos restaurantes gerando mais empregos renda e qualidade de vida ao orleanense” relata. Já o vice-prefeito Mário Coan entende o assunto é empolgante apostando no futuro da cidade. “Em breve vamos ter infraestrutura de atendimento ao cliente e de visitas monitoradas e eventos promovidos individualmente pelas empresas”, aposta.

 

Lançamento da Festa Cultural de Orleans apresenta novidades

Lançamento da Festa Cultural de Orleans apresenta novidades

O evento acontece no dia 01/08 anunciando o aniversário da cidade e com grandes atrações que vão movimentar a Capital da Cultura. Grupo Dazaranha e feira da indústria e comércio e inauguração de obras marcam o evento

A Administração Municipal de Orleans por meio do departamento de Cultura e Turismo e a Comissão Organizadora que celebra o 106ª aniversário de Orleans, vão receber os parceiros, autoridades e imprensa para o lançamento do evento que tem como foco a cultura, a valorização das pessoas e a divulgação da imagem do município, no Centro de vivências do Unibave no dia 01/08.
Os shows musicais estão confirmados e, a valorização dos artistas locais é o ponto alto da festa mas sem deixar de apresentar grandes bandas catarinenses como é o caso do Grupo Dazaranha. A entrada do parque municipal no espaço entre a rodoviária e as Esculturas do Paredão será franca.
A prefeitura quer que as pessoas de Orleans sejam valorizadas e não vai faltar na festa, boa culinária degustação de cervejas artesanais, vinhos, cachaça e produtos locais. “Durante o mês de aniversário a administração vai entregar para a comunidade uma série de obras que estão prontas, como o caso da iluminação em lâmpadas de LED das nossas avenidas, a pavimentação, Sinalização e Reurbanização da Rua Edgar Cunha – Acesso a SC 390, dentre tantas outras obras”, conta o vice-prefeito Mário Coan.
De acordo com a diretora de cultura Annye Baggio, a Festa Cultural de Orleans contará com um show de gastronomia e cervejas artesanais “com exposição de cervejeiros artesanais aqui de Orleans, a 1ª Feira da Indústria e Comércio, além de outras atrações que serão anunciadas em 01 de agosto, durante o lançamento oficial”. Para a diretora a cada edição o município procura inovar mais, incrementar com mais atrações e novos parceiros valorizando as pessoas da cidade. “Vai ser uma grande festa e a cada ano Orleans abre as portas mostrando que o melhor lugar do mundo é aqui” explica.
Para o prefeito Dr. Jorge Koch, a celebração do aniversário de Orleans deve ser comemorada “com muita alegria”, pois o município vive o melhor momento da sua história, com obras em andamento, com a universidade sendo referência na região, o Museu ao Ar Livre sendo destaque nacional e a cultura sendo exemplo para todo o estado catarinense. “Vamos celebrar com as pessoas, e prestigiar os artistas, a nossa gente e o potencial turístico que Orleans pode alcançar”, lembra o chefe do executivo.

 

Programação Semana Cultural 2019

 

01/08

  • Inauguração da Pavimentação, Sinalização e Reurbanização da Rua Edgar Cunha – Acesso à Rodovia SC 390;
  • Lançamento Oficial da Programação em Comemoração aos 106 anos do Município de Orleans/SC;
  • Apresentação do Memorial Cultural de Orleans - Centro de Vivência – UNIBAVE.

 

27 a 29/08

  • 2º Jogos Escolares - Ginásio Homero de Miranda Gomes

 

30/08

  • 3ª Cãominhada com apresentação de K9 com cães da Polícia; Show Dog; Desfile de Cachorros; Maior e Menor Cão; Cão mais parecido com o Dono; Sorteio de Brindes;
  • Feira da Indústria e Comércio de Orleans;
  • III Festival de Cerveja Artesanal e Gastronômico;
  • Apresentações Culturais – Proart;
  • Tradicional Corte do Bolo com Coral Hermelinda Pfützenreuter;
  • Gustavo Godois e Banda;
  • Inauguração da Iluminação Pública em Led;
  • Reunião Itinerante Extraordinária dos Prefeitos da AMREC;
  • Abertura Oficial da Feira da Indústria e Comércio e do III Festival de Cerveja Artesanal e Gastronômico;
  • Dj Madox;
  • Teto Fernandes;
  • Show Nacional Dazaranha.

 

31/08

  • Abertura dos Portões;
  • Feira da Indústria e Comércio de Orleans;
  • III Festival de Cerveja Artesanal e Gastronômico;
  • 2º Entrevero do Tio Kaia;
  • Concurso do CAES de Cerveja Artesanal;
  • Cachoeira & Debonna: Pra Matar a Saudade;
  • Mateus Estevão e Banda;
  • Evandro Lins;
  • Banda Jeito Louco;
  • Dj Madox;
  • Baile em Comemoração aos 106 anos de Orleans - CTG Orleanense.

 

01/09

  • 1º Bike Beer - Saída Esculturas do Paredão (Percurso Ruas Centrais da Cidade);
  • Feira da Indústria e Comércio de Orleans;
  • III Festival de Cerveja Artesanal e Gastronômico;
  • Exposição Prof. Eunicê Debiasi Fernandes - Peças Antigas;
  • Banda dos Cervejeiros;
  • Banda UnderDogs;
  • Banda Black Door;
  • Masons Brothers.

 

02/09

  • Concerto Solidário – Centro de Vivências - UNIBAVE;
  • 3º REVIVA Orleans – Real NOB Hotel;
  • III Sarau Unibave – Real Nob Hotel;
  • Minha Escola tem História! Memorial em Homenagem a Lauro Pacheco dos Reis – EEB Lauro Pacheco dos Reis – Bairro Nova Orleans;
  • XVII Festival de Dança Escolar “Cecília Hermelinda Chechetto Debiasi” - Ginásio Municipal – Homero de Miranda Gomes.

 

07/09

  • Desfile Cívico;
  • 4ª Edição Noite da Polenta – com Grupo Carnavale Di Venezia, Show com Roba da Ciodi, Noite Dançante Jair e Jeziel, Amici Della Polenta – Salão de Festa Comunidade Rio Pinheiros Alto – Orleans/SC;
  • Solenidade Alusiva ao Aniversário da Academia Orleanense de Letras – ACOL;
  • 3º REVIVA Orleans – Real NOB Hotel;
  • 3ª Confraternização Veículos Antigos de Orleans – Pátio do Real NOB Hotel;
  • III Festival de Cerveja Artesanal e Gastronômico;

 

Durante toda a programação Chopp em metro – Stand CAES;
- Vinícola Bianco;
- Cachaçaria do Conde;
- Cervejarias e Pubs
- Big Jack
- CAES
- Lohn Bier
- Empório 425
- Cervejaria Piwo
- Vieira Pub

Gastronomia
- Burger Grill
- Lions Club
- Neia Doces
- Pesque Pague Rio Novo
- Roast Beef
- Rotary Club
- Star Pizza
- Trattoria Nona Maria
- Que Seja Doce

 

 

CONVITE

CONVITE

Convidamos todos os interessados a participarem de uma reunião no dia 26 de julho de 2019, às 09h no auditório do Centro Administrativo.
O tema abordado será o Desfile Cívico de 7 de Setembro.
 
Agradecemos a colaboração e colocamo-nos a disposição para esclarecimentos através do e-mail conselhos@orleans.sc.gov.br ou pelo telefone 3886-0155.

 

Atenciosamente
Annye Mayara Bittencourt Bagio
Diretora de Cultura