ban or ban sc ban br

Social

Aconteceu nesta terça-feira (20/02) a primeira reunião de 2018 do Conselho Municipal de Assistência Social de Orleans.

O encontro ocorreu na sala de reuniões da Secretaria de Assistência Social com a presença do presidente, Edivaldo Lubavem, da vice-presidente, Zilda Mirdza Cruz Debiasi, das secretárias, Tatiani Jung Furlan e Ana Maria Figueredo. Além destes fizeram-se presentes a secretária de Assistência Social e Habitação, Rosilandia Rocha Librelato e as conselheiras, Maria Eloisa Cechinel, Maristela Volpato Bussolo, Rosiani dos Santos, Ana Regina Zomer, Zuleide Salvalágio Debiasi e Natascha Piacentini.

Na reunião foi apresentado a Prestação de Contas do Cofinanciamento Estadual dos Serviços de Proteção Social Básica/investimento e Proteção Social Especial/investimento entre o Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) e o Fundo Municipal de Assistência Social de Orleans (FMAS), referente ao ano de 2017.

Cabe salientar que por meio do recurso da Proteção Social Básica/investimento foram adquiridos: ventiladores, tenda (gazebo), escada, materiais esportivos (Taekwondo). E através do recurso da Proteção Social Especial/investimento, foram angariados materiais de sonorização tais como, microfone, pedestal e cabo de microfone. 

Vale informar que o recurso da Proteção Social Básica/custeio e o recurso da Proteção Social Especial/custeio do ano de 2017, será utilizado no ano de 2018, tendo em vista que o município de Orleans recebeu tal recurso somente no final do ano anterior. Os conselheiros presentes após analisar o protocolo deliberaram pela aprovação da referida prestação de contas, através das resoluções nº 001 e nº 002 de 20 de fevereiro de 2018.

Aconteceu nesta terça-feira (20/02) a primeira reunião de 2018 do Conselho Municipal de Assistência Social de Orleans.

O encontro ocorreu na sala de reuniões da Secretaria de Assistência Social com a presença do presidente, Edivaldo Lubavem, da vice-presidente, Zilda Mirdza Cruz Debiasi, das secretárias, Tatiani Jung Furlan e Ana Maria Figueredo. Além destes fizeram-se presentes a secretária de Assistência Social e Habitação, Rosilandia Rocha Librelato e as conselheiras, Maria Eloisa Cechinel, Maristela Volpato Bussolo, Rosiani dos Santos, Ana Regina Zomer, Zuleide Salvalágio Debiasi e Natascha Piacentini.

Na reunião foi apresentado a Prestação de Contas do Cofinanciamento Estadual dos Serviços de Proteção Social Básica/investimento e Proteção Social Especial/investimento entre o Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) e o Fundo Municipal de Assistência Social de Orleans (FMAS), referente ao ano de 2017.

Cabe salientar que por meio do recurso da Proteção Social Básica/investimento foram adquiridos: ventiladores, tenda (gazebo), escada, materiais esportivos (Taekwondo). E através do recurso da Proteção Social Especial/investimento, foram angariados materiais de sonorização tais como, microfone, pedestal e cabo de microfone. 

Vale informar que o recurso da Proteção Social Básica/custeio e o recurso da Proteção Social Especial/custeio do ano de 2017, será utilizado no ano de 2018, tendo em vista que o município de Orleans recebeu tal recurso somente no final do ano anterior. Os conselheiros presentes após analisar o protocolo deliberaram pela aprovação da referida prestação de contas, através das resoluções nº 001 e nº 002 de 20 de fevereiro de 2018.

Aconteceu na manhã desta sexta-feira (15/12) no auditório do Centro Administrativo, a última reunião ordinária do Conselho Municipal de Assistência Social e Habitação. Na oportunidade fizeram-se presentes representantes do CRAS, das Secretarias de Administração, da Saúde, da Assistência Social e Habitação e Educação, da APAE, da Rede Feminina de Combate ao Câncer, CREAS, representantes do PAIF e do Programa Bolsa Família.

Cabe ressaltar que o Conselho Municipal de Assistência Social - CMAS é um órgão de caráter permanente, normativo, consultivo, deliberativo e fiscalizador do Sistema Único de Assistência Social, composto paritariamente por representantes do poder público e sociedade civil, vinculado a Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação.

Além disso o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) é composto por 12 membros titulares e respectivos suplentes, respeitados os seguintes critérios: seis representantes de secretarias municipais e respectivos suplentes, e que sejam servidores que detenham efetivo poder de representação e decisão no âmbito da Administração Pública, da seguinte forma:
a) um representante da Secretaria Municipal de Assistência Social;
b) um representante da Secretaria de Educação;
c) um representante da Secretaria da Saúde;
d) um representante da Secretaria de Administração;
e) um do Centro de Referência da Assistência Social – CRAS; 
f) um do Centro de Referência Especializada de Assistência Social CREAS.

Além destes o CMAS conta com a participação de seis representantes da Sociedade Civil e respectivos suplentes, da seguinte forma:
a) dois representantes dos usuários e ou organizações e usuários da assistência social;
b) dois representante de entidades e organizações de assistência social, devidamente inscritas no CMAS; 
c) dois representantes de entidade de trabalhadores do setor.
Menciona-se a contribuição da Secretaria de Assistência Social e Habitação, conduzida pela secretária, Rosilândia Rocha Librelato, pois o trabalho do conselho é em parceria com tal pasta no planejamento e execução através de sua equipe, onde todas as ações socioassistencias no município, têm auxiliado às famílias em situação de vulnerabilidade social.

O conselho foi presidido no último biênio pelo senhor, Carlos Alberto Bussolo, no qual a Administração agradece pela disponibilidade e contribuição para que o Sistema Único de Assistência Social – SUAS, se efetivasse no município. Na oportunidade foi realizada a eleição da nova diretoria do Conselho, para o mandato 2017 - 2019, elegendo como novo presidente, Edivaldo Lubavem, Vice-presidente, Zilda M, Cruz Debiasi, no cargo de primeira secretária, Tatiani Jung Furlan e como segunda secretária, Ana Maria Figueredo.

Edivaldo Lubavem, assessor de comunicação, em seu pronunciamento enfatizou a importância da composição do grupo e a participação dos demais representantes na caminhada em direção à consolidação do desenvolvimento de estratégias que ampliem o trabalho social. “Assumir o conselho é uma satisfação e, ao mesmo tempo, um desafio. Vamos atuar significadamente com o objetivo de atender as expectativas e dar continuidade ao trabalho, para que a população tenha acesso aos serviços, projetos, programas e benefícios, de forma a cumprir a política de assistência social no território”, mencionou o novo presidente eleito.

Última modificação em Terça, 19 Dezembro 2017 16:48

O Pacto Nacional pelo Enfrentamento a Violência contra a Mulher é um programa criado pelo Governo Federal em parceria com o Governo do Estado juntamente com os municípios que tem por objetivo transmitir informações sobre a violência doméstica. Para que o assunto seja debatido com maior exatidão, o programa conta com o Ônibus Lilás que percorre todo o estado levando conhecimento as mulheres que residem na zona rural.

Nesta segunda-feira (23/10) a unidade móvel esteve em Orleans realizando atendimento para o público feminino. Na parte da manhã os moradores da comunidade de Pindotiba tiveram a oportunidade de conhecer o projeto e adquirir maiores esclarecimentos. No período da tarde o Ônibus Lilás esteve na comunidade de Brusque do Sul dando continuidade as ações.

Na ocasião os profissionais do CRAS, da Rede Feminina de Combate ao Câncer, CREAS, Assistência Social e Habitação, Secretaria da Saúde e o NASF, transmitiram orientações para o público feminino e realizaram um bate-papo com os alunos da escola local.

Na opinião da Coordenadora Estadual da Mulher, o tema lamentavelmente ainda é muito restrito, um tabu. Segundo ela, as mulheres que vivem no campo precisam conhecer os seus direitos e sobretudo, os órgãos disponíveis para que as mesmas possam pedir ajuda.

"É importante que o município levante esta pauta e crie alternativas para que ela seja abordada. As mulheres especialmente as do campo necessitam de apoio. O Ônibus Lilás foi criado justamente para acolher, ouvir e ajudar as mulheres vitimas da violência doméstica, disse a coordenadora, Aretusa Larroyd.

Vale mencionar que Orleans foi a nonagésima oitava cidade que recebeu o projeto. Na terça-feira (24/10) ele estará em Lauro Müller e na quarta-feira (25/10) a cidade de Siderópolis será a centésima cidade que receberá o Ônibus Lilás.

As vitimas da violência doméstica podem fazer a denúncia anônima através do contato 180 ou diretamente para a Policia Militar discando 190.

Última modificação em Segunda, 23 Outubro 2017 17:09