ban or ban sc ban br

Infraestrutura

Obras compreendem 1500 metros da antiga estrada, com investimento de aproximadamente R$ um milhão e conclusão prevista para dezembro

Moradores de Rio Pinheiros Baixo na divisa com São Ludgero, estão sob expectativa de um novo momento para a comunidade. A pavimentação asfáltica da estrada geral, uma antiga reivindicação, está prestes a se tornar realidade. Os trabalhos de terraplanagem iniciaram no fim de junho e ao todo serão 1500 metros de via pavimentada. O investimento deve girar em torno de R$ Um milhão, sendo utilizados recursos próprios da Prefeitura de Orleans e parte do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), em parceria com a Caixa.

A contrapartida municipal se dará com a terraplanagem, drenagem, colocação de macadame e pedra brita. Os trabalhos são realizados em conjunto com os engenheiros do município, equipes técnicas e equipamentos das secretarias de Infraestrutura e Agricultura. Já a camada asfáltica deverá ser feita pelas usina da prefeitura adquirida no consórcio, ou, ainda contratação de empresa terceirizada. A conclusão da obra está prevista para meados de dezembro deste ano.

O Prefeito Jorge Koch está animado com o andamento da obra, por ser efetuada pela equipe de engenharia e os técnicos da prefeitura, utilizando material processado pelo britador adquirido pela administração e a possibilidade de o asfalto ser usinado pelo britador que o município adquiriu no consórcio, gerando grande economia aos cofres públicos. “Vamos economizar bastante. O Rio Pinheiros tem uma indústria que gera mais de cem empregos locais, um empreendimento turístico importante e uma comunidade que sempre pediu pavimentação asfáltica. Eles merecem”, destacou o chefe do executivo.

 

Última modificação em Quarta, 14 Agosto 2019 08:46
Quinta, 18 Julho 2019 09:45

Novos abrigos embelezam a paisagem

Nove abrigos novos já foram construídos num total de treze que devem ficar prontos até na festa do município em agosto. Objetivo é dar segurança e bem-estar ao usuário de transporte coletivo

Orleans é uma extensão da casa do orleanense. A Administração Municipal de Orleans tem aplicado este conceito que é não só verdadeiro como também necessário, nas obras de urbanismo e também no pensamento de preparar a cidade para o turismo, que vem sendo instalado na cidade. Treze novos abrigos de ônibus estão sendo instalados na cidade e no interior.

Acompanhando a tendência do design praticado em cidades turísticas, os novos abrigos vêm tornando a paisagem de Orleans mais elegante, oferecendo mais segurança e bem-estar ao usuário. Para se ter ideia da importância deste serviço, milhares de orleanenses são usuários de transporte coletivo diariamente. São estudantes, trabalhadores e pessoas comuns que – com sol ou chuva – utilizam seguem sua vida ‘de ônibus’ na capital da cultura.

Os abrigos são feitos de tijolo maciço com bancos de madeira e boa cobertura. “O teto conta com uma vedação reforçada, de modo a evitar goteira e o design feito para evitar que as pessoas sofram com a chuva e o vento, enquanto aguardam o coletivo”, cometa o prefeito Jorge Koch.

“Os abrigos têm mostrado que os alunos aprovaram o novo modelo”. A instalação dos abrigos teve início em junho de 2018, com o primeiro modelo colocado. Os estilos e tamanhos de outros abrigos usados em capitais europeias e ter referência para comparação com os abrigos que vêm modernizando a paisagem urbana de Orleans.

Desde maio/2018 os abrigos vem sendo construídos. Cada unidade custa R$ 10.849,00 e a empresa que venceu a licitação para a construção foi Celso de Bona Silva. Para o vice-prefeito Mário Coan, a construção dos abrigos moderniza a cidade, além de ser um investimento que as pessoas mais simples usufruem diariamente. “Eles merecem conforto e bem-estar”, lembra o vice-prefeito.

Última modificação em Quinta, 18 Julho 2019 09:49

Admnistração Municipal investe na prevenção, manutenção no projeto de construção de uma nova ponte. Está construída há 38 anos e vida da obra é de 50.

A Ponte da Coloninha foi construída alguns anos depois da grande enchente de 1974, e se transformou numa das principais vias da cidade ligando o centro com bairros e a principal saída para Lauro Muller. Desde o início da atual administração sempre se discutiu a necessidade de uma terceira ponte no município, para melhorar a acessibilidade. Nessa quarta-feira 10, uma empresa de engenharia de Porto Alegre interditou a ponte e fez todas as avaliações.

A obra de construção de uma terceira ponte ou a duplicação de alguma já existente, ganha contornos mais definitivos quando a ideia é debatida entre o prefeito Jorge Koch e o Vice prefeito Mário Coan. Diante da necessidade premente o primeiro passo para é saber da possibilidade de duplicação. O chefe do executivo destinou R$ 2 milhões do orçamento mas quer a garantia que a obra seja viável e segura, com mais cinquenta anos de garantia.

A empresa Finger & Sommer Engenharia e Consultoria, de Porto Alegre RS, especializada em análise e inspeção estrutural de obras de arte especiais, foi a vencedor a licitação. A ponte foi interditada neste dia 10 para avaliar a capacidade de carga, visando além da segurança dos usuários, dar suporte para o projeto de alargamento e a determinação da capacidade estrutural para a possível duplicação da via.

 

Clima de entusiasmo com obras e ações da prefeitura, Indústria de transformação puxam desempenho no Caged

Saíram as estatísticas que avaliam o desempenho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) - que registrou a abertura de 120 vagas no primeiro quadrimestre em Orleans. A geração de empregos na cidade foi puxada pelos setores da indústria da transformação (56 postos formais) e construção civil (21 vagas de trabalho).

No setor de serviços e agropecuária, os segmentos estão empatados, cada com 18 vagas somando 36 novos postos de trabalho no quadrimestre. O comércio criou 16 novos postos de trabalho. Já a extração mineral teve um saldo negativo de 9 postos de trabalho.

O prefeito Jorge Koch entende que o município passa por um momento especial com investimento em cultura (levando o nome da cidade pelo estado e animando o orleanense), várias frentes de pavimentações de ruas e avenidas instalação das obras de arte na rua Edgard Cunha, instalações de lâmpadas de LED na avenida principal que corta a cidade, a continuidade das obras do esgotamento sanitário nos loteamentos bairros Coloninha, Corridas, Samuel Sandrini e Otávio Dalazem, o agricultor contente com safra boa colocando a cidade em primeiro lugar na Amrec “nossa cidade vive o melhor momento da sua história recente, com pauta positiva, notícia boa, gerando emprego, renda e qualidade de vida para as pessoas ”, contou animado.

Setor jan/19 fev/19 mar/19 abr/19 1º quadrimestre 2019
MPE MGE Total MPE MGE Total MPE MGE Total MPE MGE Total MPE MGE Total
Extrativa Mineral 1 0 1 -2 0 -2 -2 -6 -8 0 0 0 -3 -6 -9
Indústria de Transformação -1 1 0 26 6 32 3 0 3 16 5 21 44 12 56
Construção civil -2 0 -2 20 0 20 0 0 0 3 0 3 21 0 21
Comércio 3 -17 -14 13 -21 -8 26 4 30 10 -2 8 52 -36 16
Serviços -8 6 -2 17 -6 11 10 -6 4 2 3 5 21 -3 18
Agropecuária 4 0 4 3 0 3 6 0 6 5 0 5 18 0 18
Total -3 -10 -13 77 -21 56 43 -8 35 36 6 42 153 -33 120

 

 

Última modificação em Quinta, 30 Maio 2019 14:00