ban or ban sc ban br

Agricultura

Na última segunda-feira (13/11), a Médica Veterinária e Coordenadora do Serviço de Inspeção - SIM, Cristina Galvane na companhia do Engenheiro Agrônomo Lucas Baggio, juntamente com os membros da EPAGRI de Orleans e do casal, Edir Lole Kestring e a esposa Kelen Bagio Kestring passaram a tarde conhecendo o Laticinio Bortoluzzi, em Siderópolis, e a Queijaria Caminhos da Serra em Turvo.
Edir e Kelen, residem na comunidade do Rio Laranjeiras em Orleans, e dentre outras atividades trabalham na produção leiteira. Além disso, eles têm o desejo de se tornarem microempreendedores, desenvolvendo derivados de leite, sobretudo, a produção de queijos.

Por está razão, em parceria com a Epagri, a Secretaria da Agricultura através do Serviço de Inspeção Municipal visitaram a Queijaria Caminhos da Serra em Turvo e o Laticínio Bortoluzzi, localizado na comunidade de Jordão Alto, em Siderópolis, com a finalidade de conhecer com afinco a produção e as atividades derivadas do leite.

Segundo a proprietária do Laticinio Bortoluzzi, Andrea Bortoluzzi, a empresa tem capacidade de beneficiar diariamente cerca de 400 litros e a Queijaria em média cerca de 200 litros por dia.
Conforme explica a Médica Veterinária, objetivo da visita é incentivar não somente o casal, mas também todos produtores de leite e de outros produtos de origem animal do município de Orleans a investir em indústrias beneficiadoras com Serviço de Inspeção Municipal - SIM, proporcionando ao produtor agregar valor ao seu produto e comercializá-lo dentro da legalidade em toda a cidade.

Ressalta-se que a Prefeitura de Orleans, por meio da Secretaria da Agricultura com o Serviço de Inspeção Municipal - SIM, além de prestarem Inspeção periódica nos estabelecimentos que já atuam na cidade, tem o compromisso de incentivar os microempreendedores realizando acompanhamentos na formulação de plantas estruturais e, informações teóricas no que diz respeito, a microempresas que processam produtos de origem animal tais como; entrepostos de carnes, de ovos entre outros, os quais regem as legislações.

Para concluir, a EPAGRI em conjunto à Secretaria da Agricultura,oferece todo o suporte aos microempreendedores buscando financiamentos e altamente rentáveis.

 

Última modificação em Sexta, 17 Novembro 2017 11:08

Nesta quarta-feira (18/10) a Secretaria da Agricultura realizou uma aula prática na propriedade rural com alunos da escola, Martha Cláudio Machado, interior do município.

Conforme explica o Engenheiro Agrônomo, Lucas Bagio, o objetivo da atividade é unir o conhecimento teórico com o desenvolvimento prático. Segundo ele, ação tem a finalidade de transmitir conhecimento e aprendizado no que se refere à Defesa Sanitária Agropecuária e Inspeção de Produtos de Origem Animal.

Bagio conta ainda, que o projeto consiste na realização de seis palestras teóricas que serão realizadas até o fim deste ano. A aula prática conduzida pela médica veterinária, Renata Gaspar, do ICASA, ocorreu na tarde de hoje, na propriedade do agricultor, Vitebaldo Bagio e da esposa, Maria Lucia Menegasso Bagio, com a participação de 26 alunos e dos professores.

Durante a ação as crianças acompanharam a aplicação e conferência de brincos em bovinos, bem como, coleta para exame de Brucelose e formulação de um Resenha Equina.

De acordo com a médica veterinária, Cristina Galvane, ao final do semestre, os alunos envolvidos no projeto farão uma redação sobre o conteúdo ministrado. Aquele que vencer receberá no dia 01 de dezembro como premiação um Tablet.

O secretário da Agricultura, Luiz Cristóvão Crocetta, explana que no próximo ano, a intenção é dar continuidade do projeto na atual escola e estender também para os alunos das escolas rurais de Orleans, a partir do 7° ano do Ensino Fundamental.

Para concluir a atividade os participantes realizaram uma confraternização.

Última modificação em Quarta, 18 Outubro 2017 17:40
A FUNDAÇÃO DO MEIO AMBIENTE DE ORLEANS - FAMOR – comunica que, as atividades de LICENCIAMENTO AMBIENTAL estão temporariamente suspensas, desde o dia 02/10/2017, em razão de ordem judicial emitida em Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público de Santa Catarina.
 
No ano de 2016 o Ministério Público instaurou Inquérito Civil Público para averiguar o funcionamento do CONDEMA – Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, bem como a estrutura técnica da FAMOR.
 
Após ser repassado tais informações pela atual administração, o MP verificou que a FAMOR, desde a sua criação no ano de 2007, vem atuando com técnicos comissionados, não tendo realizado, desde aquela época,
concurso público para a contratação dos técnicos necessários para análise dos processos de licenciamento ambiental, bem como que o CONDEMA encontrava-se inativo desde 2013, razão pela qual motivou o ajuizamento da Ação Civil Pública em agosto de 2017.
 
Diante dos fatos apurados, em 28 de setembro do corrente ano, o MM juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Orleans acolheu o pedido liminar do Ministério Público, determinando a suspensão temporária das atividades de LICENCIAMENTO AMBIENTAL, até que a FAMOR providencie a realização do concurso público para contratação dos técnicos necessários.
 
Informa-se que a decisão é passível de recurso. Após a realização do concurso e contratação dos técnicos, qual já foi providenciado pela Fundação, as atividades de licenciamento ambiental serão normalizadas.
 
A FAMOR continua atendendo normalmente, no período das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min, tendo sido suspenso, de forma temporária, apenas e tão somente a emissão de licenças ambientais.
 
No período de suspensão, os licenciamentos ambientais serão realizados pelo órgão ambiental estadual – FATMA, de Criciúma.
 
Para mais esclarecimentos podem ser obtidos através do número (48) 3886-0167.
Última modificação em Quarta, 04 Outubro 2017 10:44
Aconteceu na manhã desta segunda-feira (02/10), no gabinete do Paço Municipal, a reunião com os representantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE de Orleans, para apresentação do Censo Agro 2017.
 
Na oportunidade, Thiago Bitencourt, Coordenador da Subárea, apresentou aos presentes a nova configuração territorial e como vai funcionar o Censo Agropecuário no município.
 
Cabe informar que o Censo Agro é a pesquisa que visita todas as propriedades dedicadas a produção agropecuária, florestal ou aquícolas de criação de peixes no Brasil, com o objetivo de coletar informações de cada produtor sobre o quê, onde, quanto e como produz, independente das dimensões de sua propriedade.
 
O encontro contou com a participação do prefeito, Jorge Koch, do vice, Mario Coan, do Secretário da Agricultura, Luiz Cristóvão Crocetta, do Coordenador de Área do Sul de Santa Catarina, Patrik Dagostin, dos supervisores e dos novos recenseadores.
 
E ATENÇÃO MORADORES!
Para título de segurança os recenseadores do Censo Agro começam a visita nas residências a partir do dia 1º de outubro e seguem os trabalhos até o dia 28 de fevereiro de 2018.
Os recenseadores estarão
Última modificação em Segunda, 02 Outubro 2017 17:41