ban or ban sc ban br

Agricultura

O objetivo foi conhecer pequenas propriedades onde o agricultor elabora, industrializa e comercializa a produção

A Administração Municipal de Orleans por meio da Secretaria da Agricultura e Epagri estiveram há pouco numa viagem de estudos com os integrantes da Feira Livre de Orleans (Agricultura Familiar) nos municípios de Içara e Urussanga em visitas de unidades produtivas dos feirantes daquelas cidades.

A de agricultura acompanha de perto a feira livre e quer proporcionar aos feirantes da Agricultura Familiar de Orleans conhecimentos no que diz respeito a legalização de seus negócios e estimular a agroindústria e atividades agrícolas gerais.

A visita surgiu da ideia de apresentar, aos feirantes uma unidade de produção “para permitir conhecimento e visão estratégica para o desenvolvimento de ações nessa área”, explica Médica Veterinária e Coordenadora do Serviço de Inspeção – SIM, Cristina Galvane.

 

Com a implantação do programa Porteira Adentro, a partir de 2017 o município passou a investir mais na agricultura se transformando no maior produtor rural da AMREC

O município de Orleans ganhou destaque na região sul do estado em levantamento divulgado pela Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), nesta semana, referente a produção agrícola dos 13 municípios associados em 2018. A agricultura orleanense teve ovos, o frango, e o fumo entre os produtos destacados no ranking de produção da Associação.

Para o Secretário de Agricultura, Cristóvão Croceta, os números representam a força do setor. “Orleans é um grande polo do agronegócio regional. Podemos observar que o município figurou muito positivamente neste ranking regional de produção em várias atividades, com destaque para a nossa diversificada produção como ovos, frangos, fumo e suínos e bovinos. “Vale lembrar que em todas essas atividades auxiliamos o empresário rural com bom acesso, máquinas e equipamentos além do atendimento de técnicos e engenheiros que faz de Orleans referência e transforma nossa cidade na maior referência agrícola da região””, destacou o secretário.

O prefeito Jorge Koch ressalta que, além dos produtos de destaque no levantamento da Amrec, outras atividades merecem reconhecimento. “Quando falamos em nível municipal, ainda temos a pecuária de leite, a piscicultura, a avicultura, o mel dentre outros. “Toda cadeia produtiva local, em especial os nossos agricultores, está de parabéns pelos resultados. A agricultura já representa um terço do retorno dos impostos.””, conclui o chefe do executivo.

 

Programa Porteira Adentro

O programa foi instituído há um ano, através de Lei municipal para que a prefeitura pudesse realizar serviços de infraestrutura no interior das propriedades rurais por um valor mais acessível que o praticado pelo mercado. “O programa visa atender os produtores do município, principalmente no que diz respeito à agricultura familiar”, explicou o secretário Cristóvão Croceta. “Os trabalhos são realizados dentro da propriedade, como o próprio nome sugere, ele não atua nas estradas, no acesso até a propriedade, por exemplo”, completa o prefeito Jorge Koch.

Entre os serviços prestados pelo programa, estão o de caminhão, retroescavadeira, patrola, trator e equipamentos, além da distribuição de sementes com preço subsidiado. O objetivo é melhorar a vida do agricultor e, criar condições para que o agricultor para melhorar a qualidade de vida do orleanense. Atualmente Secretaria de Agricultura conta com 13 colaboradores.

 

Movimento econômico da Amrec colocando a agricultura de Orleans em primeiro lugar

MUNICÍPIO AGRICULTURA 2018 REP. ECONÔMICA (%)
BALNEÁRIO RINCÃO 773.722,68 1,75
COCAL DO SUL 15.895.206,99 2,24
CRICIÚMA 30.872.247,32 0,75
FORQUILHINHA 98.433.408,09 14,29
IÇARA 117.913.623,33 8,60
LAURO MÜLLER 189.134.720,96 43,86
MORRO DA FUMAÇA 13.492.968,90 3,06
NOVA VENEZA 80.338.433,54 12,92
ORLEANS 201.178.489,23 31,14
SIDERÓPOLIS 48.523.337,06 15,28
TREVISO 96.710.900,02 29,62
URUSSANGA 90.400.613,52 12,03
AMREC 983.667.671,64 9,42

  

Os dez produtos mais valorizados

PRODUTO VALOR
1º Ovos 65.064.212,96
2º Frangos 50.989.200,52
3º Fumo 35.238.219,68
4º Suínos 28.734.863,39
5º Bovinos 19.088.522,67
6º Leite "In Natura" 18.150.792,84
7º Madeira 2.557.867,03
8º Milho 1.581.904,19
9º Resina Vegetal 667.283,44
10º - Peixes 384.632,83

 

 

Última modificação em Quarta, 15 Maio 2019 17:16

Durante o mês de dezembro a Administração Municipal de Orleans por meio da Secretaria de Agricultura com o secretário e engenheiros da prefeitura visitaram a escola municipal de Educação Básica Prof. Leopoldo Hannoff da comunidade do Barracão.

Durante o decorrer deste ano os estudantes do 7º e 8º ano do ensino fundamental receberam palestras sobre educação sanitária na escola, e realizaram um dia de Campo na propriedade do Sr. Murialdo Ascari. Conforme explica o Secretário da Agricultura, a finalidade do projeto é levar conhecimento e aprendizado no que se refere á Defesa Sanitária Agropecuária e Inspeção de Produtos de Origem Animal. "O projeto é importante. No próximo ano a intenção da Administração é expandir o projeto para outras escolas rurais", adiantou o secretário Cristóvão Croceta.

Dentro do programa, todos os alunos participaram de um concurso de redação com o tema “Educação Sanitária na Escola”, e a redação da aluna Marielly Ricardo de Jesus foi escolhida. Ela recebeu um tablet, como prêmio de melhor redação do concurso.

Na oportunidade as Médicas Veterinárias, ressaltaram a importância de levar até as escolas programas que abordam a realidade dos alunos que residem no campo e agradeceram a direção pela parceria.

 

Devido Orleans ter uma das maiores produções de fumo da região sul, na terça-feira 20, a Souza Cruz realizou um dia de campo sobre tecnologias estratégicas aplicadas a cultura do tabaco na propriedade do Vilcionei (Tato), na comunidade do Barracão no interior de Orleans. O evento contou com a presença de 119 produtores integrados, com a equipe de produção agrícola da Souza Cruz, e alguns convidados, incluindo Luiz Cristovão Crozeta, Secretário da agricultura de Orleans.
Durante o evento, foram abordados os benefícios a curto e longo prazo referente ao uso de tecnologias como a adubação verde e o Camalhão alto de base largo com palhada, que melhora a estrutura do solo e fornece matéria orgânica; A fertirrigação, que reduz a necessidade de mão de obra do produtor, facilitando o trabalho e deixando a lavoura menos sujeita as incertezas do clima; O canteiro padrão, que melhora a qualidade das mudas, evita doenças, e contribui com o meio ambiente através do uso racional da água; e algumas tecnologias relacionadas a cura como o CiC (controlador inteligente de cura) e a Fornalha One Block.
Além disso, foi abordado o tema sobre a importância e a obrigatoriedade de 100% dos produtores integrados possuírem depósito de agrotóxico de acordo com a legislação em suas propriedades. Para a Souza Cruz, o Depósito de agrotóxicos se tornou uma “licença para operar”, devido a saúde e segurança dos trabalhadores.
- Nosso papel é fornecer maneiras para nossos produtores melhorarem a qualidade do seu solo e aumentarem a produtividade, tornando o seu negócio mais rentável e sustentável a longo prazo. Um solo de melhor qualidade, naturalmente suporta mais as intempéries climáticas, e contribui para a obtenção de um produto final de melhor qualidade, conclui Julia Domingues, Gerente Territorial de Produção Agrícola da empresa.

--