ban or ban sc ban br

Terça, 24 Janeiro 2023 09:53

Janeiro Verde: conscientização sobre Câncer do Colo de Útero

A Prefeitura Municipal de Orleans por meio da Rede Feminina de Combate ao Câncer, alertam a todas as mulheres sobre o  Janeiro Verde, mês em alusão aos cuidados e prevenção do câncer do colo do útero.  Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), esse é o terceiro tumor maligno mais frequente nas mulheres – atrás apenas do de mama e do colorretal -, e a quarta causa de morte por câncer entre a população feminina no Brasil. 

Tendo em vista este cenário, é necessário que a mulher procure a Rede Feminina de Combate ao Câncer, o mais rápido possível  para que possa ser atendida, orientada e até mesmo, fazer um plano de cuidado.  Quando descoberto, durante um exame de rotina, atinge altas taxas de cura, se detectado e tratado desde o  início.

Vale lembrar que o câncer do colo do útero é causado pela infecção persistente do Papilomavírus Humano (HPV), principalmente seus subtipos chamados de oncogênicos, sendo que o 16 e 18 estão presentes em 70% dos casos da doença, de acordo com o INCA. Além disso, outros fatores de risco associado são: início precoce da atividade sexual, múltiplos parceiros sexuais, histórico de verrugas genitais, tabagismo e pacientes com doenças imunossupressoras.

Prevenção

Está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo HPV, que ocorre pelo contato direto com pele ou mucosa infectada. A principal via é a sexual. Assim, o uso de preservativo é fundamental para diminuir o risco de transmissão e infecção pelo papilomavírus humano. Pode ocorrer ainda a transmissão durante o parto.

Atualmente, existe também a vacina contra o HPV. Ela é indicada para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, além de pessoas que vivem com HIV e indivíduos transplantados na faixa etária de 9 a 26 anos. A vacinação é medida preventiva, não sendo eficaz contra infecções ou lesões por HPV já existentes.

A vacinação, o uso de preservativos durante todas as relações sexuais e a realização periódica do exame preventivo são as medidas indicadas para prevenção do câncer do colo do útero.

Sintomas

A maioria das pacientes são assintomáticas na fase inicial da doença e os sintomas aparecem conforme a localização e a extensão da doença. Corrimento vaginal amarelado com odor desagradável e até sanguinolento, sangramentos menstruais irregulares e sangramento após a relação sexual, além de dores em região do baixo ventre podem estar presentes.

Nos estágios mais avançados, a paciente pode apresentar dores pélvicas de forte intensidade, anemia, dores em região lombar, alterações miccionais e no hábito intestinal.

Tratamento

A prevenção é a melhor estratégia. A avaliação anual e regular ao ginecologista, com a coleta do material do preventivo pode promover a detecção nas fases mais iniciais da doença, inclusive antes do desenvolvimento do tumor propriamente dito.

Além da prevenção, diversos tratamentos podem ajudar, sobretudo quando já houver diagnóstico do tumor. As opções são procedimentos cirúrgicos, radioterapia, quimioterapia, braquiterapia (tipo de radioterapia interna, na qual o material radioativo é inserido dentro ou na região próxima ao órgão a ser tratado) ou a combinação dessas estratégias.

Com a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Orleans, é possível realizar tanto a prevenção quanto o tratamento.

 

Serviços

Rede Feminina de Combate ao Câncer

Rua Miguel Couto, 800. Bairro Centro Orleans

Informações: (48) 99926-4507

 

PMO – PREFEITURA MUNICIPAL DE ORLEANS

DEBORA LEGNANI
RP | AI | Jornalista

Prefeitura Municipal de Orleans
Fone: (48) 3886.0119 - Ramal.: 319
Cel. WhatsApp.: (11) 9 8738.3926

Última modificação em Terça, 24 Janeiro 2023 10:54